Orientação Postural para Odontólogos

A primeira posição de trabalho adotada pelos dentistas foi a bipedestação. Os equipamentos utilizados eram fixos e não lhes permitiam outro posicionamento. Atualmente os equipamentos são mais apropriados, o mocho (cadeira do odontólogo) é regulável permitindo ao profissional adotar uma postura mais adequada durante o período de trabalho.
    Porém mesmo com a modernidade, os problemas nos músculo esqueléticos continuam sendo frequentes entre estes profissionais. Muitos não conseguem manter uma boa postura por não se adaptarem, ou por não possuírem uma musculatura bem preparada.

    Ao observar os dentistas em atividade, verifica-se que o posicionamento sentado faz com que adotem padrões de movimento, como o aumento da tensão no pescoço, projeção anterior da cabeça, falta de apoio para a coluna, braços abertos, ombros fechados e encolhidos na direção das orelhas, além do uso demasiado das mãos para movimentos finos e específicos. Com estes padrões os resultados podem ser dores nos ombros, cotovelos e mãos, espasmos musculares, varizes (má circulação de membros inferiores pela posição estática), hérnia de disco, tendinites e muitas outras lesões que podem inclusive levar a incapacitação profissional.
Como dica neste dia do dentista aí vão alguns exercícios que devem ser feitos diariamente depois do trabalho.

Baixe em PDF para melhor visualização. Link: Alongamentos para pescoço, ombros e membros superiores



   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Poder do Toque

          Seja um abraço, um aperto de mão, uma dança ou uma massagem, o toque é  um dos meios que nos conduz ao bem-estar físico, emociona...