Dia Nacional da Alfabetização



        A metodologia de ensino que temos hoje, privilegia somente o conteúdo cumprindo a função de ensinar a ler, escrever e passar no vestibular, no caso dos alunos que lá conseguem ou podem chegar, mas estamos percebendo que não está funcionando muito bem, temos no século XXI a mesma escola do século XV.


        Uma das mudanças que veio junto com o avanço da tecnologia e da falta de segurança das grandes cidades, é a falta de movimento das crianças, principalmente na fase de pré-alfabetização. É muito mais fácil entretê-las com a televisão e jogos eletrônicos, que leva-las ao parque para que ampliem suas experiências motoras. Se você tem mais de 40 anos lembre-se de sua infância e lembre-se também que ninguém fazia uso de medicamentos para aprender melhor.



       Através da linguagem corporal a criança estabelece os primeiros contatos com o mundo e aprende a ler e respeitar o seu corpo e o corpo do outro. O movimento tem papel fundamental na construção do esquema corporal que trabalha a lateralidade, o equilíbrio, atenção, concentração e espaço temporal, pré-requisitos importantes para a aprendizagem.



       O professor alfabetizador deve trabalhar em sala de aula de maneira lúdica estes itens, sem a necessidade de nenhum recurso externo a não ser a informação. Para estes jogos precisamos do corpo, de ritmo e de comando verbal, brincadeiras como Correcotia, ou percussões rítmicas no próprio corpo já podem fazer muita diferença para o aluno na assimilação do conteúdo.

Comentários

Postagens mais visitadas