Ragu de Legumes


Ingredientes:
  • 200g de abóbora kabochá
  • 4 aspargos
  • 200g de ervilha em grão
  • ½ cebola roxa
  • 1 talo de salsão
  • 50g de alho-poró
  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada
  • Pimenta-do-reino
Modo de Preparo:

1. Corte a abóbora em cubos de ½ cm e a cebola em cubos menores. Pique o salsão em cubos de ½ cm. Divida o alho-poró longitudinalmente e depois em rodelas de ½ cm. Corte os aspargos em rodelas de ½ cm.

2. Cozinhe as ervilhas por 10 minutos em água fervendo, sem sal. Escorra e despeje num bowl com seis cubos de gelo para esfriar rapidamente e conservar uma cor verde brilhante.
3. Refogue a cebola e o alho-poró com o azeite até dourar levemente e acrescente o resto dos legumes. Continue refogando por 10 minutos, sem deixar que os legumes percam a textura, molhando com pouco caldo vegetal sempre que preciso.

4. Retire do fogo, corrija de sal e acrescente a salsinha picada.

Desidratação ou Virose?

No verão é muito comum o aparecimento de viroses que causam diarreia e vômito, porém estes sintomas podem  estar relacionados com uma outra condição: a desidratação.


A desidratação é a condição onde perdemos mais líquidos do que somos capazes de repor. Muito comum em idosos e crianças, pode acometer qualquer um de nós em minutos, basta uma longa caminhada sob o sol forte do meio dia para os sintomas aparecerem.
Tanto no suor, como na urina, as duas principais fontes de perda de água, perdemos também sais minerais como sódio e potássio ocasionando queda de pressão arterial e câimbras, também relacionados a desidratação.
A maneira mais rápida de repor líquidos e eletrólitos é o soro caseiro:

1 litro de água filtrada, fervida ou mineral engarrafada.
1 colher de sopa bem cheia de açúcar ou 2 colheres rasas de açúcar (20 g)
1 colher de café de sal (3,5 g)


Cuide-se e aproveite bem os dias quentes do verão!

Panqueca de Espinafre


Massa:

  • 2 ovos inteiros
  • 2 xícaras de água
  • 11\2 xícara de farinha de trigo integral ou farinha de arroz integral
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó sal a gosto
Recheio:

1 Maço de espinafre
1 Inhame cozido e descascado
alho, azeite, noz moscada e sal a gosto

Modo de Preparo

Massa:
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata até obter uma massa líquida homogênea. Unte uma frigideira pequena com azeite e deixe esquentar e com uma concha espalhe a massa para fritar, a espessura dependerá da quantidade de massa colocada na frigideira. Assim que adquirir consistência vire para fritar dos dois lados e reserve. Repita a operação até acabar a massa, esta quantidade  rende aproximadamente 8 discos de panqueca.

Recheio:
Bata no liquidificador o inhame com aproximadamente 1 copo d’água para obter um creme, acrescente sal e a noz moscada. Refogue o espinafre com azeite e alho e junte o creme de inhame.

Montagem:
A montagem pode ser feita de duas maneiras, colocar o recheio e enrolar a massa, fazendo charutinhos ou em um refratário colocar camadas de massa e recheio fazendo como uma lasanha. Cubra com o molho de sua preferência, tomate ou branco e leve ao forno por alguns minutos.

Precisamos falar sobre Magnésio




O magnésio é um mineral fundamental que pode prevenir e tratar diversas doenças, custa pouco e a maioria das pessoas não consomem o quanto deveriam. Auxilia a regulação de cálcio, potássio e sódio, além de ser essencial para a saúde celular e de extrema importância para mais de 300 funções bioquímicas no corpo. Até mesmo a Glutationa, o mais poderoso antioxidante do corpo, produzido no fígado, precisa de magnésio para sua síntese. Infelizmente, muitas pessoas desconhecem estas informações.

As causas da deficiência de magnésio podem estar associadas a: alimentos que são geneticamente modificados e plantados em solos pobres em minerais, pois não têm a possibilidade de descansar depois da colheita (se puder escolha alimentos orgânicos); síndrome do cólon irritável, que causa má absorção de minerais; e doenças crônicas que necessitam de uso de medicamento contínuo. A maior parte das doenças crônicas estão associadas a deficiência de magnésio e outros minerais, o uso contínuo de medicamentos prejudica o intestino, prejudicando também a absorção de nutrientes.

Você deve ficar atento a deficiência de magnésio se:
  1. Tem cãibras nas pernas: o magnésio atua no mecanismo de contração muscular
  2. Insônia: a deficiência de magnésio é frequentemente precursor de desordens do sono, assim como ansiedade, hiperatividade e cansaço. Estudos sugerem que o mineral é vital para o funcionamento do GABA, um neurotransmissor inibitório, conhecido por acalmar o cérebro e promover relaxamento. 400mg de magnésio antes de ir para cama ou no jantar para quem sofre do mal, pode ajudar a melhorar a qualidade do sono.
  3. Dores Musculares e Fibromialgia: o magnésio atua no mecanismo de relaxamento muscular, logo para quem tem dores crônica como fibromiálgicos é importante complementar.
  4. Pressão alta: o magnésio atua junto ao cálcio na manutenção da pressão arterial.
  5. Fadiga: fadiga crônica pode ser um sintoma de deficiência de magnésio.
  6. Enxaquecas e dores de cabeça: o magnésio tem uma importante relação com enxaquecas, pois ajuda a equilibrar os neurotransmissores.
  7. Osteoporose: Cerca de metade do magnésio que temos no corpo, está nos ossos. O magnésio tem uma ligação importante junto a absorção do cálcio. A ausência de um provavelmente promoverá a deficiência do outro.

Idosos, pessoas com problemas intestinais (doença de Crohn, que por alguma razão tiraram parte do intestino), diabéticos tipo II, usuários contínuos de álcool, devem estar atentos aos sintomas, pois são mais predispostos a deficiência de magnésio.
A dose indicada é em torno de 300 a 400 mg/dia, se a dose for muito alta, o efeito colateral mais comum é diarréia. Procure uma vitamina de boa qualidade, sem corantes artificiais e aditivos químicos como aspartame e lecitina, leia o rótulo. Existem várias formas  de magnésio, uma das mais usadas é o Magnésio Glicinato. Fique atento na hora de comprar e se em caso de dúvidas peça ajuda de um profissional de sua confiança.
O benefícios do magnésio são: Melhora a disposição e o humor, diminui as chances de diabetes tipo II e câncer de pâncreas e intestino, melhora o sistema imunológico, diminui dores musculares crônicas, auxilia a memória e cognição.

Mousse de Chocolate

As sobremesas festivas são sempre cheias de creme de leite e leite condensado. A nossa sugestão tem ingredientes mais leves, cheios de nutrientes e ricos em sabor.

 Montagem 1

Montagem 2

  • 200gr de chocolate 75% cacau
  • 1 copo de castanha do Pará, amendoim ou amêndoa ou sementes misturadas
  • ⅓ de copo de melado de cana 
  • 1 copo de água
  • 1 colher de semente de chia (opcional, altera um pouco a consistência)
  • 1 pitada de Flor de Sal

Deixe as sementes de molho por no mínimo 4 horas, escorra a água e bata no liquidificador com um copo de água e coe. Derreta o chocolate e bata no liquidificador com leite, o melado, junte a flor de sal e a semente de chia e leve para gelar.

Montagem 1

Faça uma camada de power balls (receita aqui no blog) e outra de mousse de chocolate intercalando até o topo da travessa, terminando com a mousse de chocolate. Decore com frutas, peneire cacau em pó e leve para gelar.

Montagem 2

Faça uma camada de power balls (receita aqui no blog) e outra de mousse de chocolate intercalando até o topo da travessa, terminando com camada de power balls.
Sugestão: servir com sorvete!

O Poder e a Versatilidade do Inhame

De cara feinha e nome controverso, o Inhame, Cará, Taro ou como você queira chamar é um dos alimentos mais ricos e versáteis que temos à nossa disposição. Originário da África, acredita- se que foi uma das primeiras plantas a serem cultivadas no planeta. Por suas inúmeras propriedades na China é conhecido como remédio da Montanha.




Rico em fibras, zinco, fitoestrogênios e outros nutrientes, o inhame fortalece o sistema imunológico, ajuda eliminar impurezas dos corpo através pele, rins e intestino, ajuda com problemas de infertilidade, neutraliza agentes transmissores de doenças como dengue, febre amarela e malária e pode ser usado como emplastro em casos de artroses, tumores, contusões e abcessos. Ao contrário da batata inglesa, tem durabilidade maior e não presente tantos antinutrientes, então sempre que possível troque a batata por inhame.


É marrom e peludo por fora e por dentro pode ser branco ou roxo, tem a variação maior e menos peludinha, mas que não tem as mesmas propriedades curativas. Pertence à família da Taioba e suas folhas podem ser refogadas e ingeridas. Uma outra contradição em relação ao Inhame é o ácido oxálico, alguns cultivos apresentam maior ou menor concentração deste ácido que pinica e causa coceira, neste caso o inhame não pode ser ingerido cru. O inhame branco parece ser o que apresenta menor concentração.


A gama de pratos que podem ser preparados com inhame é enorme. Por ter o sabor neutro, serve como base para doces e salgados substituindo alimentos industrializado e altamente processados como maionese e creme de leite.


Pizza de Sardinha


Cozinhe, descasque e amasse os inhames; unte um tabuleiro, achate com as mãos bocados do inhame amassado e vá cobrindo com eles o fundo e os lados do tabuleiro. Asse quinze minutos em forno alto. Numa panela, refogue bastante cebola e ponha por cima sardinhas frescas pequenas, abertas, sem espinha, temperadas com alho socado, sal e limão. Deixe cozinhar com tampa por quinze minutos. Tire a massa do forno, despeje o recheio, enfeite com rodelas de tomate ou pimentão, pique bastante cheiro verde e espalhe por cima. Leve novamente ao forno por dez minutos. sirva com uma saladinha de folhas ao lado que além de uma delícia fica uma linda apresentação.

Torta doce com massa de inhame


Cozinhe os inhames, descasque, amasse e forre com esta massa o fundo de uma assadeira untada com óleo ou manteiga. Espalhe por cima uma compota de fruta da sua preferência e leve ao forno por meia hora.


Emplastro de Inhame

Descasque e rale na parte mais fina do ralador uma quantidade de inhame suficiente para cobrir a área afetada. Rale também gengibre com casca, dez por cento do volume do Inhame.
Misture tudo com um pouco de qualquer farinha ou amido, apenas suficiente para dar liga: a pasta deve ficar bem molhada para fazer um bom efeito.
Aplique sobre a região, cubra com gaze ou fralda, nunca plástico ou tecido sintético. Quando o emplastro secar, retire com água morna e coloque um novo.
Às vezes o inhame pinica, devido a um conteúdo muito alto de cristais de ácido oxálico em determinada colheita, ou porque não deixaram descansar a terra depois de colhido. Neste caso basta passar azeite ou óleo na pele antes de colocar o emplastro.


Fonte: Boca Feliz & Inhame Inhame: Comer é bom e eu gosto
Sonia Hirsch- Ed. Correcotia

Molho para Salada


Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de mostarda (pode ser comum, Dijon ou de Kombucha)
  • 3 colheres de sopa de vinagre balsâmico
  • ½ xícara de chá de azeite
  • ½ xícara de alcaparras
  • sal a gosto se necessário

Modo de preparo:

Amasse as alcaparras com o garfo e reserve, junte o vinagre e a mostarda, mexa incorporar, junte o azeite e por último as alcaparras. Experimente para ver se precisa corrigir o sal, pois as alcaparras já são bem salgadinhas.

O Poder do Toque

          Seja um abraço, um aperto de mão, uma dança ou uma massagem, o toque é  um dos meios que nos conduz ao bem-estar físico, emociona...