Bolo de Chocolate Vegano com Calda de Chocolate


Ingredientes

      3 copos de farinha de trigo integral
      1 copo farinha de trigo branca
      1 copo de cacau em pó (sem adição de açúcar)
      2 copos de açúcar mascavo
      1 colher (sopa) de fermento em pó
      1 pitada de sal marinho
      1 colher (chá) de canela
      1/2 copo de óleo de coco + 1/2 copo de azeite
      1 colher de vinagre de maçã (não filtrado)
      4 copos de água

            Modo de Preparo
  • Preaqueça o forno à 180°C.
  • Unte duas formas redondas de 23cm
  • Misture numa tigela as farinhas, cacau, fermento, açúcar mascavo, sal e canela.
  • Em outro recipiente misture bem o óleo, azeite, vinagre e água.
  • Com a ajuda de uma colher de pau, misture lentamente os ingredientes líquidos aos secos.
  • Divida a massa igualmente entre as duas formas e coloque no forno para assar por 35 minutos.
  • Não abra o forno nos primeiros 30 minutos para o bolo não solar. Retire do forno e deixe amornar antes de desinformar.

        Calda de Chocolate
       
        Ingredientes:
  • 500 ml de água
  • 100g. de açúcar demerara
  • 50g. de cacau em pó
  • 200g. de chocolate amargo picado ou em gotas
     
     Modo de Preparo: misture tudo em uma panela e deixe ferver, sempre em fogo baixo. O ponto da calda fica a seu critério: quanto mais tempo ela reduzir, mais espessa ficará. O ponto que eu mais gosto de usar pode ser testado com um método simples: mergulhe uma colher na calda e passe o dedo no meio da colher - se o chocolate não escorrer pelo espaço aberto pelo seu dedo, a calda já está pronta.

   Observações: A calda pode ser guardada na geladeira por até três semanas ou congelada por três meses. Se a mistura ficar muito firme na geladeira, espere chegar à temperatura ambiente ou coloque em banho-maria, até chegar à consistência desejada.

     DICA: Você pode adicionar um pouco de licor (de café, lranja, amêndoa, avelãs...) ou extratos para saborizar a calda. 

Dia da Pizza!

Com glúten, sem glúten, vegana, vegetariana, com queijo, na frigideira,

no forno a lenha ou no caseiro, a pizza é quase uma unanimidade em qualquer

lugar do mundo. Hoje dia da pizza, uma receita de massa tradicional italiana,

porque não é todo dia que tudo acaba em pizza.




Ingredientes:

250g farinhas de trigo

½ colher de chá de sal

50gr de fermento natural Levian ou 15gr de fermento biológico

125ml de água

Preparo:

Em uma tigela junte a farinha e a água misturando inicialmente com uma

colher e depois usando as mãos até incorporar toda a farinha e deixe

descansar coberta por aproximadamente 20 minutos.

Junte o fermento e inicie a sova, quando o fermento estiver totalmente

incorporado a massa junte o sal e continue sovando por aproximadamente

10 minutos ou até sentir a massa macia. Se for usar fermento biológico,

dissolva em 35ml de água ligeiramente morna e faça o mesmo processo.

Depois da sova deixe a massa descansar por duas horas ou até dobrar o

volume.

Abra a massa com um rolo ou garrafa vazia e recheie a seu gosto.

Pizza para mim é massa fermentada com molho de tomate, orégano

e o recheio que eu escolher, mas para quem não pode ou não quer comer

farinha de trigo, vai uma opção de massa gluten free.

Ingredientes:

1 couve-flor

1 dente de alho

1 colher de sopa de parmesão ralado

Sal

Orégano

1 ovo inteiro batido

Preparo:

Processe a couve flor em um triturador.

Transfira a massa para um pano de prato e tire o excesso da água.

Coloque a massa em um bowl, acrescente alho, sal, orégano, parmesão e ovos

e misture tudo.

Abra a massa em uma forma de pizza e leve ao forno por 20 minutos a 180

graus.


Use o recheio de sua preferência!

Kombucha - Elixir da Vida

           
         Fazer Kombucha requer cinco ingredientes: água, chá, açúcar, uma porção de kombucha fermentada ou vinagre e uma colônia de bactérias e leveduras. A bebida é resultado da reação entre estes ingredientes por aproximadamente uma semana, variando para mais ou para menos de acordo com a temperatura do local.
            Desta alquimia obtém-se um chá fermentado de sabor refrescante com ação probiótica e muitos benefícios à saúde. A produção de diversos ácidos, polifenóis, vitaminas e enzimas produzem efeitos como aumento de energia e disposição, ação anti-inflamatória, fortalecimento do sistema imunológico, alívio de dores articulares, regulação do funcionamento intestinal e de outras funções do corpo relacionadas a saúde do intestino, entre outros.
            A Kombucha pode ser consumida pode ser consumida por pessoas de todas as idades. Sugere-se que comece com pequenas doses e vá aumentando gradativamente. Diabéticos e lactantes devem ter mais cuidado ao ingerir.
            Quando a fermentação passa do ponto para a produção da bebida, temos o vinagre que pode ser usado em preparos como fabricação de mostarda caseira, molhos para salada e acompanhamentos ou até mesmo como produto de limpeza e cosmético. Já as colônias, além de enriquecer os chás e transformá-lo no Elixir da Vida, podem também virar máscaras capilares e faciais e tecido biodegradável.
            Como se vê nesta produção nada se perde, tudo se transforma. A Kombucha, uma bebida milenar, cuja origem é incerta, mas acredita-se datar de mais de 2000 anos, traz o conceito atual do zero desperdício.

Desidratação no Idoso

Com a baixa umidade relativa do ar doenças virais, bacterianas e alergias aumentam relativamente sua incidência e crianças e i...